SMADS

Série de entrevistas na rádio Educativa FM aborda combate ao abuso sexual infantil

16 de maio de 2024

Em referência ao Maio Laranja e Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instituído em 18 de maio, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) em parceria com a rádio Educativa FM, realiza entrevistas sobre o tema, nos dias 17, 20, 22, 23 e 24/05, sempre das 8h40 às 9h15, com profissionais da rede socioassistencial, educação e saúde.

As entrevistas integram as ações de enfrentamento e conscientização da sociedade para a proteção de crianças e adolescentes. Os ouvintes poderão participar com perguntas aos entrevistados, via WhattsApp da rádio Educativa FM (19) 3433-4430.

Na sexta-feira, dia 17/05, para abrir a série, a convidada Jamyle Martins de Sousa, assistente social e coordenadora da Vigilância Socioassistencial da Smads falará sobre estratégias de gestão para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, o significado do 18 de maio e sua importância, dados sobre casos de abuso infantil e canais de denúncia.

No dia 20, será a vez do psicólogo clínico, especialista em Atendimento Interdisciplinar Preventivo na Primeira Infância e Educação em Direitos Humanos, Nivaldo Guidolim. Ele abordará a educação sexual para prevenção de violação de direitos contra crianças e adolescentes e a função dos familiares na promoção de orientações básicas sobre cuidados com o corpo em diferentes fases da vida, visando proteção, saúde e contribuições para o desenvolvimento psicossocial.

Na quarta-feira, dia 22, a convidada Maísa Bozelli Vieira, assistente social do Centro de Atenção à Saúde do Adolescente (Casap) discorrerá sobre as ocorrências de abuso infantil, violência intrafamiliar e extrafamiliar, fortalecimento da função protetiva familiar, e atenção para o uso de internet e redes sociais. Já no dia 23, a diretora do Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), Mônica Rodrigues e Michele Machado, coordenadora do Epsemc Sul que atendem pessoas em situação de violação de direitos falarão sobre as consequências do abuso infantil, formas de denunciar, atendimento especializado a famílias e indivíduos e a importância do trabalho em rede.

Para encerrar a série, as entrevistadas serão Raíza Cruz de Souza, psicóloga e técnica do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) São José e a advogada, Luana Bruzasco. Os assuntos permearão o atendimento e acompanhamento às famílias em vulnerabilidade social, as ações de prevenção relacionadas ao abuso infantil; estratégia técnica protetiva e o papel da educação na prevenção à violência doméstica, em especial à violência sexual contra crianças e adolescentes.

AÇÕES – Nos dias 16 e 23/5, acontece a exibição do curta-metragem O silêncio de Lara no Cras Mário Dedini e após, rodas de conversa sobre os impactos negativos no desenvolvimento da criança e do adolescente. Dia 24/05, passeata contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes e entrega de folhetos com informações sobre canais de denúncias e tipos de abuso infantil, no território do Mário Dedini.

No dia 17/05, às 9h e às 12h, entrega de material informativo sobre abuso infantil, no varejão em frente ao Terminal de Integração do Vila Sônia; às 13h30 e às 16h, divulgação nos comércios da região central.

No sábado, dia 25/05, a partir das 10h, a população poderá participar de atividade coletiva e contação de histórias no Centro Comunitário do Cantagalo. A iniciativa é da rede socioassistencial do São José.

Nos dias 28 e 29/05, alunos das escolas municipais Professora Elizabeth Consolmagno Cruz e Professora Ida Francez Lombardi serão convidados a assistirem ao teatro temático apresentado por crianças e adolescentes do CCInter Parque Piracicaba e Parque dos Sabiás, como uma ação articulada pelo Cras Novo Horizonte.

A programação segue até o dia 29/05, às 9h30, na quadra poliesportiva do Jardim Monte Líbano. A ação do Cras Jardim São Paulo, junto do Programa Criança Feliz e equipe Espaço PIPA do Programa de Habilitação de Reabilitação para pessoas com deficiência, realizam ações que incluem roda de conversa, piquenique e oficinas de brinquedos recicláveis, de boneco de graveto e de musicalização.

Voltar